Fluminense muda discurso, joga a toalha pelo penta do BR e liga alerta


As metas e ambições do Fluminense no Campeonato Brasileiro mudaram após a derrota por 2 a 0 para o São Paulo, no último domingo. Se o discurso anterior era de que o time poderia buscar a diferença de pontos para os primeiros colocados em busca do pentacampeonato, agora, o objetivo principal é se afastar da zona de rebaixamento. O Tricolor está três pontos acima da Ponte Preta, primeira equipe na faixa do descenso. Já a distância para o G-4 é de nove pontos, metade do que o clube conquistou até agora.

"O título é difícil. A única coisa que podemos buscar no Campeonato Brasileiro é a vaga à Libertadores. Está terminando o primeiro turno já, temos que correr para sair dessa zona desconfortável, zona complicada. Precisamos começar a identificar o que precisa ser feito para mudar essa situação", disse Vanderlei Luxemburgo.

Na última quarta-feira, antes da estreia do Fluminense na Copa do Brasil, Luxemburgo declarou que não pouparia jogadores no Campeonato Brasileiro e que o título ainda era possível. A distância para o Cruzeiro é de 13 pontos, mas a proximidade com a parte de baixo da tabela - o Fluminense é o 15º, com 18 pontos - faz com que o treinador ligue o sinal de alerta. 

"A posição na tabela faz com que você não tenha conforto, sem chance de dar um refresco tirando todo time [para poupar]. Vamos ter que 'sofrer' um pouquinho, tentar buscar a Copa do Brasil. Temos jogadores acostumados a ganhar, é um torneio diferente. Primeiro temos que sair dessa zona desconfortável e depois buscar a vaga na Libertadores. Está perto do inferno, mas perto do céu também", disse o treinador.

O Fluminense vinha de uma sequência de três jogos sem derrota, além de não sofrer gols pelo mesmo período. Contra o São Paulo, Luxemburgo teve o desfalque de Fred, suspenso pelo STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva), e de Rafael Sobis, com edema muscular.

O treinador ainda tem testado esquemas e mudanças na equipe. O volante Willian, que vinha sendo titular, foi sacado no final de semana. Encontrar regularidade no setor de armação, porém, ainda é a principal dificuldade na visão do técnico.

"Tem que descobrir a forma ideal. Já encontrei uma coisa boa, que é o Edinho atuando como zagueiro e também saindo como volante, fazendo. Agora preciso completar um pouco mais para frente, pensar no meio-campo, em quem vou usar para dar dinâmica. Lesões também prejudicaram", declarou Luxemburgo.

Nesta mesma rodada, em 2012, o Fluminense era o terceiro colocado e somava 35 pontos, praticamente o dobro do que apresenta atualmente. Em relação ao time titular que foi campeão com três rodadas de antecedência na temporada anterior, apenas Thiago Neves e Wellington Nem foram negociados. O técnico Abel Braga não suportou uma sequência de cinco derrotas no torneio e acabou demitido, dando lugar a Luxemburgo, que assumiu no final de julho.

Os jogadores do Fluminense se reapresentam para os treinamentos nesta segunda-feira, nas Laranjeiras. A equipe viaja para Goiânia, onde enfrenta o Goiás pela Copa do Brasil na próxima quarta-feira, às 19h30, no Serra Dourada. O Tricolor pode empatar por qualquer placar que garante vaga nas quartas de final do torneio.

Fonte: UOL