Atualmente estamos operando somente nas nossas redes sociais oficias

Jovem da base do Flu sumido há mais de três meses foi assassinado

O mistério do desaparecimento de Gabriel, volante de 18 anos das categorias de base do Fluminense, chegou ao fim e da pior maneira possível. Segundo o jornal 'Meia-Hora', do Rio de Janeiro, a polícia prendeu ontem os responsáveis pelo assassinato do jogador, sumido desde o dia 16 de maio deste ano. O corpo do jogador ainda teria sido esquartejado e jogado em um rio que passa atrás da favela Parque São Francisco, em Nova Iguaçu, Baixada Fluminense do Rio.

A causa do assassinato seria o envolvimento do jovem no roubo de um carro nas proximidades da favela. Após o assalto, Gabriel, que estava acompanhado do irmão, de 15 anos, e mais um comparsa, também menor, teriam levado o veículo para dentro da comunidade. O chefe do tráfico no local na época, Alex Sacramento Lopes, o Lico, de 32 anos, não ficou satisfeito com o crime perto da favela, pois isso acabaria atraindo policiais. Ainda segundo o jornal, na ocasião do crime, Gabriel estaria armado e teria sido o responsável por render o dono do carro.

Os restos mortais do jogador não foram encontrados ainda. Próximo ao rio onde os bandidos teriam jogado Gabriel a polícia encontrou os chinelos usados por ele.

Na ação feita nesta segunda-feira por agentes da 56ª Delegacia de Polícia de Comendador Soares, com apoio da Coordenadoria de Recursos Especiais e do Departamento Geral da Baixada, dois homens que seriam os responsáveis pelo assassinato e esquartejamento de Gabriel foram presos. Marcelo Dino da Silva, de 25 anos, conhecido como 'Astronauta' ou 'Açougueiro' e Douglas Ventura da Conceição, de 22, conhecido como '01', foram presos. O irmão de Gabriel, e o outro menor, acusado de ceder a arma ao jogador, também foram capturados.

- O chefe do tráfico local, Lico, já havia dito que não queria carro roubado na área para não atrair a polícia. Por isso deu a ordem para que 'Astronauta' e '01' picotassem o corpo do Gabriel e jogassem no rio que fica atrás da favela, disse o delgado da 56ª DP e resposável por coordenar a ação, Luiz Henrique Pereira Guimarães.

Procurado pelo GLOBOESPORTE.COM, o Fluminense não foi informado oficialmente e ainda não se posicionou sobre o caso.

Fonte: Globo Esporte

About Me

Tecnologia do Blogger.

Blog Archive

Comments

Destaques

Facebook

Destaques

Find Us On Facebook

Random Posts

Advertise

Futebol

Nosso Instagram

Social Share

Random Posts

Destaques

Sponsor

Recent comments

Destaques
Destaques

Labels

Labels

Advertise

Destaques

Recent Comments

Destaques

Popular Posts

Recent Comments

Pages

Pages

Popular Posts

Most Popular

Curta nossa Fan page

Destaques