Atualmente estamos operando somente nas nossas redes sociais oficias

Reunião definirá futuro de Dunga e direção coloca 'todos em avaliação'

O momento no Inter é de questionamento. E isso não vale somente para Dunga, mas para todos. Além do treinador, que tem o futuro incerto, o grupo de jogadores e comissão técnica também passarão por análise. Ainda mais após igualar o recorde de quatro derrotas consecutivas no Brasileirão, alcançado no final do ano passado – três com Fernandão e uma com o interino Osmar Loss.

Nesta sexta, está prevista uma reunião entre Luigi, a direção e a comissão técnica para definir o futuro. A princípio, ocorrerá em Porto Alegre. Não está descartado, no entanto, que a sequência de Dunga ou a mudança seja acertada ainda no Rio de Janeiro, antes do embarque. A delegação só chega ao Rio Grande do Sul às 17h.

O presidente Giovanni Luigi entende que não há falta de vontade dos jogadores (ver vídeo acima). Porém, critica o desempenho, tanto tático quanto técnico do grupo. E discutirá com seus pares um rumo para o Inter:

- Todos estão em avaliação. Atletas, comissão técnica. Só não faltou vontade. Nos demais quesitos, ficamos muito aquém. Avaliaremos todas as questões.

A situação do atual treinador inspira cuidados. Fernandão e Falcão, dois ídolos colorados assim como Dunga, foram demitidos após a terceira derrota seguida. O quarto revés fez Luigi, sempre um entusiasta do trabalho do técnico, evitar confirmar a sequência do trabalho:

- O Dunga é o técnico do Internacional. Ele permanece. Por enquanto permanece.

Ataque em baixa

Só que os jogadores também estão em xeque. Os medalhões Diego Forlán e Leandro Damião já perderam a condição de titulares. E convivem com uma seca de gols. O uruguaio não marca há 44 dias. Seu último tento foi diante do Salgueiro-PE, anotou aos 43 minutos do segundo tempo, no dia 22 de agosto. A fase do centroavante é ainda pior. Embora tenha marcado depois, no dia 25 contra o Goiás, Damião acumula 12 partidas sem gols.

Mas não só ali. A dupla de volantes já foi mudada inúmeras vezes. Mas os erros persistem. Nada de passar confiança para os zagueiros. Diante do Vasco, Ygor errou no segundo gol, ao entregar a bola para Marlone, que passou para André marcar.

A defesa segue vazando. Jogo após jogo, e lá está a bola no fundo das redes do goleiro colorado, seja ele Muriel ou Alisson. O resultado? O sexto sistema que mais levou com 37 gols sofridos.

Filme repetido

A 25ª rodada ainda parece cabalística para o Inter. Ano passado, após o jogo com o Sport, que terminou empatado em 2 a 2, o então técnico Fernandão foi aos microfones e bradou contra o grupo de jogadores, dizendo que estavam em uma “zona de conforto” (relembre ao lado). O discurso foi o ápice para a eclosão do vestiário e seu trabalho perder a força (acabaria demitido após a 36ª rodada).

No comando do Inter, Dunga acumula 59,6% de aproveitamento. São 25 vitórias, 18 empates e 9 derrotas em 52 jogos. A grande dúvida é que o comandante estará na frente da equipe contra o Fluminense, domingo, no Centenário.

Fonte: Globo Esporte

About Me

Tecnologia do Blogger.

Blog Archive

Comments

Destaques

Facebook

Destaques

Find Us On Facebook

Random Posts

Advertise

Futebol

Nosso Instagram

Social Share

Random Posts

Destaques

Sponsor

Recent comments

Destaques
Destaques

Labels

Labels

Advertise

Destaques

Recent Comments

Destaques

Popular Posts

Recent Comments

Pages

Pages

Popular Posts

Most Popular

Curta nossa Fan page

Destaques