Atualmente estamos operando somente nas nossas redes sociais oficias

Dorival Júnior chega ao Flu sem medo do desafio: 'Aprendi a não fugir'

“O clube está à frente de tudo”. A frase, usada repetida vezes por Dorival Júnior em sua primeira entrevista coletiva como treinador do Fluminense, ilustra o pensamento do comandante, que assumiu o Tricolor com contrato apenas até o fim do ano e tendo somente cinco jogos para livrar o time do rebaixamento. Após comandar debaixo de chuva a equipe em seu primeiro treinamento, o técnico, demitido do Vasco no fim do mês passado, foi apresentado sem temer o pouco tempo para ajustar a equipe. O Tricolor está na zona do rebaixamento, com 36 pontos e no 18º lugar.

- A necessidade do clube está à frente de tudo. Aprendi a não fugir dos desafios. O convite foi feito após a saída do Vanderlei e resolvi aceitar, pois acredito e confio que vou ajudar o Fluminense nesse momento - disse Dorival.
A estreia de Dorival Júnior será na quinta-feira, diante do Náutico, às 21h, no Maracanã. O treinador demonstrou muita confiança em livrar a equipe da queda e preferiu não fazer projeções para as cinco rodadas finais.

- Não podemos projetar nada, temos é de buscar pontos, vitórias. Precisamos fazer o nosso melhor. É uma situação muito difícil, muitos brigando por algo na competição, outros nessa situação que incomoda e desequilibra. O Fluminense está em uma posição desconfortável, mas que pode ser revertida.

Presidente explica saída de Luxa

Antes da coletiva de Doriva Júnior, o presidente tricolor, Peter Siemsen, explicou o motivo para a demissão de Vanderlei Luxemburgo, antigo treinador da equipe.

- Nós achamos que, apesar de gostarmos do Luxemburgo e da comissão técnica e termos uma relação próxima, os resultados não estavam aparecendo. Nessa reta final achamos que, trocando, poderíamos mexer no lado emocional do time e criar um ambiente positivo para a torcida. A negociação foi rápida, e Dorival ajudou muito nessa parte - declarou Peter.

O mandatário tricolor ressaltou ainda que não houve qualquer desentendimento com o antigo treinador. Pelo contrário, Peter diz ter melhorado a imagem que faz de Luxa.

- Não quero discutir o passado. A minha visão sobre o Luxemburgo antes e depois da passagem é completamente diferente, mudou muito. A relação é boa. A rescisão do contrato não teve nada a ver com a pessoa, faz parte do jogo. É um grande treinador e alguém com quem eu posso manter contato - finalizou.

Fonte: Globo Esporte

About Me

Tecnologia do Blogger.

Blog Archive

Comments

Destaques

Facebook

Destaques

Find Us On Facebook

Random Posts

Advertise

Futebol

Nosso Instagram

Social Share

Random Posts

Destaques

Sponsor

Recent comments

Destaques
Destaques

Labels

Labels

Advertise

Destaques

Recent Comments

Destaques

Popular Posts

Recent Comments

Pages

Pages

Popular Posts

Most Popular

Curta nossa Fan page

Destaques