Atualmente estamos operando somente nas nossas redes sociais oficias

Jô invade programa de Galvão e diz que torcedor do Fluminense é sofredor: “sou do time da 3ª Divisão”

O programa "Bem, Amigos!", de Galvão Bueno, viveu uma noite bem curiosa: teve a presença de Vanderlei Luxemburgo, técnico que foi demitido pelo Fluminense à tarde; anúncio, em pleno programa, do substituto de Luxa, Dorival Júnior; e, por fim, invasão do apresentador e torcedor tricolor, Jô Soares, que desandou a "cornetar" o time de coração.


Logo de cara, Galvão, quis saber o que Jô achava do Fluminense entrando na zona do rebaixamento. "Que bom", respondeu, para espanto do narrador. "A gente já foi campeão da Série A, da Série B e da Série C", justificou, fazendo piada com o próprio time. E prosseguiu: "tanto é que já até mudaram a letra do hino: 'sou Tricolor de coração, sou do time da Terceira Divisão."

Em outro momento, Jô foi além e chamou o torcedor tricolor de sofredor. Segundo ele, mais do que o corintiano. "Vamos ser franco, falam que o corintiano é um sofredor, mas sofrer mais do que o torcedor do Fluminense, não existe, porque no ano passado foi assim: 'foi campeão, ufa'. É tudo assim, no limite do limite", reclamou, comparando o difícil título do Fluminense, em 2012, com a já praticamente sacramentada conquista antecipada do Cruzeiro no Campeonato Brasileiro deste ano.

"Corneteiro" à parte, Jô Soares, que está longe de ser especialista em futebol (geralmente, suas entrevistas com jogadores são um porre, dada à ignorância dele no assunto), foi muitíssimo bem ao falar sobre a supervalorização de treinadores no Brasil. "Por que acham que técnico é mágico?", questionou, espantado com a mania de se demitir treinador no país, sempre na esperança de achar um substituto, "salvadores da pátria". Crítica da qual o blog compartilha totalmente.

E Jô ainda justificou a observação. Novamente, muito feliz, argumentou: "como em teatro, um grande diretor sem um bom elenco não resolve, qualquer que seja o tipo de montagem que ele faça [na peça]. No futebol também não tem milagre. Você é campeão num ano e no outro não tem mais o time, aí tem que chamar um técnico que resolve. Quando o Vanderlei foi contratado, eu achava que não iria adiantar nada, com todo respeito, porque não dá para fazer milagre", opinou sobre a situação complicada do seu Fluminense no Brasileirão.

Fonte: Yahoo

About Me

Tecnologia do Blogger.

Blog Archive

Comments

Destaques

Facebook

Destaques

Find Us On Facebook

Random Posts

Advertise

Futebol

Nosso Instagram

Social Share

Random Posts

Destaques

Sponsor

Recent comments

Destaques
Destaques

Labels

Labels

Advertise

Destaques

Recent Comments

Destaques

Popular Posts

Recent Comments

Pages

Pages

Popular Posts

Most Popular

Curta nossa Fan page

Destaques