Atualmente estamos operando somente nas nossas redes sociais oficias

MP-RJ instaura inquérito para avaliar contratos dos CTs de clubes cariocas

O processo ainda está em andamento, mas o sonho dos grandes clubes do Rio de Janeiro de ter um centro de treinamento deu um novo passo nesta quarta-feira. Os terrenos para Botafogo, Fluminense e Vasco já foram cedidos pela Prefeitura, porém, ainda dependem da avaliação do Ministério Público do Rio para que sejam liberados de fato. Nesta quarta o MP-RJ instaurou um inquérito e vai encaminhar um ofício para a Casa Civil Municipal requisitando o envio da cópia dos contratos de compra dos terrenos para avaliar a situação de cada um - as informações são da assessoria de imprensa do MP-RJ. Ainda não há prazo para uma definição, mas é possível que nos próximos 15 dias ocorra alguma evolução. 

No caso de Botafogo e Vasco, os contratos para a cessão do terreno que dividirão em Vargem Grande, Zona Oeste do Rio de Janeiro, já foi assinado. O Diário Oficial do Município publicou no dia 2 de abril os detalhes do acordo, que vale por 50 anos. O acordo com o Fluminense foi publicado em março, cedendo uma área de 40 mil m² localizado na esquina da Avenida 8 com Avenida 1, em Jacarepaguá, atrás da Escola Sesc, próximo da Avenida Ayrton Senna. 

- A construção do CT é muito importante. Conseguimos um terreno em uma área muito nobre e precisamos dessa privacidade. Já avançamos muito nessa questão com estudos do solo. Percebemos que não vai adiantar levar entulho para fazer o aterro. É impossível. Vamos ter que perfurar o solo para tirar água do lençol freático, deixar o solo assentar, secar e só depois trabalhar com areia e brita. É difícil, mas já avançamos muito - contou o presidente do Flu, Peter Siemsen. 

A situação do Flamengo é diferente. Em julho, a diretoria conseguiu o aval do prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, para a liberação de R$ 5 milhões, valor que ajudaria na construção das novas instalações do Ninho do Urubu, terreno utilizado para os treinos do time principal. As máquinas e os operários voltariam a trabalhar até 30 dias após o recebimento do recurso, mas o dinheiro não caiu na conta, o que gerou protesto dos rubro-negros em Brasília, durante o clássico contra o Vasco, em outubro. A Prefeitura aguarda o aval do MP-RJ para liberar o dinheiro.


Fonte: Globo Esporte

About Me

Tecnologia do Blogger.

Blog Archive

Comments

Destaques

Facebook

Destaques

Find Us On Facebook

Random Posts

Advertise

Futebol

Nosso Instagram

Social Share

Random Posts

Destaques

Sponsor

Recent comments

Destaques
Destaques

Labels

Labels

Advertise

Destaques

Recent Comments

Destaques

Popular Posts

Recent Comments

Pages

Pages

Popular Posts

Most Popular

Curta nossa Fan page

Destaques