Reforço GG, Walter promete entrar em forma no Flu: ‘Vou fazer de tudo’

Picos de audiência, reviravoltas, suspense e final feliz. A contratação de Walter pelo Fluminense virou novela, mas chegou ao fim na tarde desta quinta-feira. Nove dias depois de anunciar o atacante em seu site oficial sem ter concluído o negócio e de uma exposição negativa, o Tricolor apresenta o novo camisa 18. Walter chegou a Mangaratiba, na Costa Verde do Rio, para iniciar a pré-temporada e já treinou na academia. Com a demora no acerto, começa as atividades bem mais tarde que os novos companheiros e o trabalho para que ele perca peso, como exige o técnico Renato Gaúcho, será intenso.
Walter, que veio do Goiás mas já defendeu Internacional, Porto e Cruzeiro, se disse feliz pela oportunidade de jogar numa grande equipe.

- É um time grande, sempre quis jogar num time grande, tive essa chance, quando o meu empresário (Marco Antônio Telles) me ligou, eu peguei. Estou muito feliz, alegre demais. Renato ajudou bastante. É um baita treinador. Junto com a diretoria, vamos fazer de tudo para ter um bom ano - disse.

Na apresentação, Walter recebeu a camisa tamanho GG das mãos do vice de futebol Ricardo Tenório. Antes de usar o uniforme de jogo, vestia o de treino e ficou claro que está ainda mais acima do peso que nos tempos de Goiás. Mas a briga com a balança não foi tabu na primeira entrevista coletiva como tricolor. Apesar de se mostrar ansioso durante a entrevista e de gaguejar em algumas respostas, falou tranquilamente sobre seu excesso de peso e prometeu seguir a programação de Renato.   

- Eu me comprometo, pelo Renato e por mim. É isso que eu quero, perder peso o mais rapidamente possível. Você nunca vai ver o Walter magro, mas com certeza vou fazer de tudo.

Mosaico Walter apresentação (Foto: Editoria de arte)

O jogador negou que tenha uma fratura no pé esquerdo, mas disse que sente dores no local desde a penúltima rodada do Brasileirão do ano passado. O Fluminense também negou qualquer problema médico do jogador.

- Todo atleta que chega a um clube de futebol traz consigo um histórico médico e clínico. O Walter foi aprovado nos exames médicos e já segue a programação dos preparadores físicos do clube – disse o coordenador do departamento médico do clube, Victor Favilla.
Walter assina com o clube por empréstimo de dois anos. Autor de 29 gols em 2013 e destaque absoluto do Goiás no Brasileirão, vai receber um salário de R$ 350 mil e receberá R$ 1,5 milhão de luvas. O atacante sabe que o momento agora é outro, e que seus feitos ficaram para trás.
- Tenho na cabeça que tenho a minha história no Goiás. Mas aquilo é passado. Tenho de tentar fazer minha história no Fluminense. O que fiz no Goiás não vale mais nada. Aqui só tem craque, vai ser mais fácil - acrescentou.

O jogador que chega ao Tricolor ainda é uma incógnita. Os gols foram acompanhados de excesso de peso, constantes alterações de humor e uma rotina de cuidados especiais preciosos para fazê-lo render. Nos dois anos que passou em Goiânia, Walter foi monitorado de perto. Enderson Moreira, hoje técnico do Grêmio, foi o responsável por convencê-lo a jogar no Esmeraldino e decisivo para que o goleador não perdesse o foco.

No Fluminense, Walter terá Renato Gaúcho como comandante. E o treinador espera o reforço comprometido em se enquadrar nas regras e empenhado em perder o máximo de peso possível. Hoje, no entanto, é difícil dizer qual será o Walter que o Tricolor receberá. O comportamento do jogador durante a negociação é um exemplo do que está por vir. Enquanto o clube tratava de finalizar a contratação junto ao Porto depois de ter anunciado o reforço, ele dava entrevistas confusas e declarações desencontradas sobre a negociação. Colocava, inclusive, o Sport, clube da sua infância, como destino possível. O Leão, no entanto, desistiu.

Aos 24 anos, o camisa 18 coleciona dramas, causos e contradições que o transformam em um dos grandes personagens do futebol brasileiro. No Goiás, viveu seu maior momento, protegido pelo clube, abraçado pelo técnico e pela torcida. O Fluminense terá de fazer algo parecido para fazê-lo render.
Confira os principais trechos da entrevista de apresentação de Walter.

Demora na negociação

Não teve nenhuma novela, já estava tudo certo, só estava esperando mesmo o papel. Estava certa a minha palavra com os diretores. Sobre o Porto, é que o povo português tem o jeito dele, demora um pouco. Eles tratam devagar,era uma semana que tinha Benfica e Porto, um clássico muito importante. Por isso essa demora toda. O mais importante é que estou aqui, trabalhei hoje, estou muito feliz por vestir essa camisa.
Concorrência com Fred?

- Muita gente fala do Fred. Ele é titular. Quando machucar, ou for para a Seleção, vai ter outro (atacante para entrar no time). Fred é de qualidade como Sobis. É o matador do Brasil. Quem ganha é o Fluminense. Chego para somar e ajudar.

Luta com a balança

- Eu me comprometo, pelo Renato e por mim. É isso que eu quero, perder peso o mais rapidamente possível. Você nunca vai ver o Walter magro, mas com certeza vou fazer de tudo.

Sem fratura no pé esquerdo

- Estou muito bem, não teve nada. Eu me machuquei no penúltimo jogo (do Brasileiro), mas mesmo assim joguei contra o Santos muito bem. Todo jogador sente dor. Não é à toa que já sofri bastante hoje, treinei por uma hora.

Polêmica do 'deitar e rolar'

- Aquilo foi uma brincadeira, que saiu por aí num vídeo. Respeito todos os times que enfrento. Não foi malícia minha. Respeito o Flamengo, a grandeza do Flamengo, como respeito o Fluminense.

Fonte: Globo Esporte