Renato mostra alívio com vitória e exalta Conca: ‘Jogou muito bem’

Demorou, mas chegou. Passada a pressão pelo primeira vitória do Fluminense no Campeonato Carioca, Renato Gaúcho respira aliviado. Segundo o técnico, o resultado deste domingo, contra o Nova Iguaçu, dá tranquilidade ao grupo tricolor para a sequência do trabalho. No estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda, o time superou a equipe da Baixada por 3 a 1 e deixou para trás o desempenho ruim contra Madureira e Bonsucesso nas duas primeiras rodadas. 

- Dá sempre uma tranquilidade maior, mas não adianta repetir a mesma coisa. A gente sabe das dificuldades, não só no Rio, mas no Brasil todo. Todos os clubes têm sofrido. O objetivo era conseguir a primeira vitória, conseguir tranquilidade. A consequência é a gente ir evoluindo. O time vem melhorando, não vai ficar 100% da noite para o dia, mas temos evoluído. Contra o Bonsucesso, o time foi bem. Hoje, teve alguns períodos bons e outros ruins. O calor é insuportável e não teve o tempo técnico. É difícil. Os jogadores são seres humanos. Começo de temporada sem poder nem beber água no jogo complica. Mas independentemente disso superamos as dificuldades e conseguimos a vitória, que é o mais importante.

O meia Darío Conca foi o nome da partida. O camisa 11 conduziu o time, se destacou na armação das jogadas, fez o segundo gol e deu o passe para Wagner marcar o terceiro.

- Jogou muito bem, todos sabem da qualidade, está sofrendo um pouco também. Fez uma semana de pré-temporada, mas estava jogando em dezembro no Mundial. As qualidades dele ninguém discute. É bom ver o Conca fazer um golaço, mas também pelo que fez durante a partida. A gente espera que na frente ele não sinta o desgaste. É um jogador inteligente, tem qualidade muito grande. O importante é jogar o que sabe. Vai nos ajudar. Esperamos que ele não sinta o desgaste lá na frente.

Com o resultado, o Fluminense chega a quatro pontos em três partidas. Na próxima rodada, o adversário será o Resende, quarta-feira, no Maracanã, às 22h (de Brasília).

Confira a íntegra da entrevista:

Fred

O Fred todo mundo conhece as características e as qualidades que ele tem. Não é fácil voltar depois de tanto tempo parado, pré-temporada curta, calor. Ele volta depois de cinco meses. Ele precisa entrar. Ele emagreceu, está fino, e o importante é que está querendo. Estava há mais tempo parado. É a consequência da pré-temporada. Lá na frente a gente vai tentar fazer um trabalho físico com os jogadores quando tivermos mais tempo. 

Preocupação com nova lesão do Fred

É normal por tudo que passou. Fez dois jogos em três, quatro dias. Está cansado. Por isso que coloquei um jogador mais descansado (Wagner). Fred é um jogador fundamental para a gente. Todo mundo sabe disso.

Jean

Na última partida, o Jean tinha ido muito bem, hoje evoluiu ainda mais. Fez uma partida muito boa, além do gol. A tendência é subir de produção. É importante voltar a jogar bem. Ninguém chega à Seleção por acaso.

Elivelton

No meu time não tem titular ou reserva. Vai começar a próxima partida o jogador que produzir na última. Tem nossa confiança, ficou muito tempo parado, quase dois anos, é um jogador de velocidade, vigor físico muito bom, escuta o que a gente ensina. Faz parte do grupo como todos. É aquilo que falei para eles e falo para vocês. Comigo, o jogador se escala.

Walter

O Waltinho está seguindo tudo que temos passado, tem emagrecido, se dedicado. O resultado está aí, mas quem vai nos dar a resposta de quando vai poder entrar no grupo é ele mesmo. Para isso tem que passar por etapas, fazer coletivos.

Fonte: Globo Esporte