Renato vê briga pelo título e diz que pode ser cobrado após mais 3 jogos

Na noite do reencontro de Darío Conca com a torcida do Fluminense no Maracanã e da volta de Fred após quatro meses sem jogar, o Tricolor decepcionou os pouco mais de 18 mil torcedores que assistiram ao empate por 1 a 1 com o Bonsucesso, nesta quinta-feira, pela segunda rodada do Carioca. Na avaliação do treinador, a equipe foi bem, evoluiu em relação à derrota para o Madureira, mas sentiu o cansaço físico de pré-temporada. Depois de dois jogos, só um ponto conquistado. Segundo Renato, as cobranças só podem começar dentro de mais três jogos, quando ele espera ter todo mundo em forma. 

- É aquilo que falo, precisa colocar esses jogadores para jogar, porque uma hora precisam ter ritmo de jogo. Isso e entrosamento só vão conseguir jogando. A torcida está de parabéns pela paciência com o time (o Tricolor foi vaiado no apito final). Não vai ser da noite para o dia, não estamos brincando com quem estava parado há 30 dias. O Elivélton me disserem que está sem jogar uma partida há dois anos. Eu posso falar para o torcedor ficar tranquilo, na quarta ou quinta rodada pode começar a cobrar. Podem ter certeza que o Fluminense vai brigar pelo título – disse. 

Contra o Bonsucesso, Renato promoveu os retornos de Bruno, Carlinhos, Valencia, Diguinho e Fred. Além disso, manteve Conca, que teve um período de férias mais curto que os demais. Conca e Fred, aliás, foram elogiados pelo treinador, apesar de não terem rendido o que podem.

- Conca é um jogador que até o fim do ano estava jogando. Está desgastado, praticamente não teve 30 dias de férias. Todo mundo conhece a qualidade do Conca, é visado, sempre muito marcado. Sem dúvida vai nos ajudar, é diferenciado. O Fred é óbvio que depois de quatro ou cinco meses parado falta ritmo de jogo. Ele também é muito visado. Aquele gol que ele perdeu no segundo tempo (antes do gol do Bonsucesso), jamais erraria pela qualidade que tem. Sem dúvida está pagando pelo tempo parado. 

O Fluminense volta a jogar no domingo, em Volta Redonda, contra o Nova Iguaçu, às 17h (de Brasília).

Confira os outros trechos da entrevista: 

Rendimento do time

- Nenhuma equipe vocês vão ver jogando futebol bonito nos primeiros jogos. O que me deixou feliz hoje foi que apesar de o pessoal estar voltando depois de muito tempo, a equipe evoluiu bastante. Fizemos quase tudo aquilo que combinamos.

Jean

- Ele vai recuperar, tenho conversado bastante com ele, é importante no nosso esquema. Ninguém chega na Seleção à toa. Em 2012, jogou muito. Quem sabe não desaprende. Está abaixo do que pode produzir, mas é início de temporada. Com a evolução da equipe, ele vai subir junto.

Entrosamento

- O entrosamento não será na segunda partida, ainda mais trocando cinco jogadores. Hoje, só o Flamengo que tem 100%, conseguiu vencer duas partidas por 1 a 0. O restante é difícil jogar bem. São equipes que jogam fechadas, jogam há dois meses. Por isso que o campeonato na quarta, quinta rodada, começa a ser totalmente diferente. Aí começa a atropelar. 

Conca

- Conca é um craque, faz o time jogar, faz gols, inteligente, bem acima da média. Tipo de jogador que poucas equipes têm. Ele é muito interessante. Só ver a moral que tem com a torcida do Fluminense, com o grupo, comigo. Pode ter certeza que vai voltar a jogar tudo que sabe e até mais. Além do futebol que tem, é muito inteligente.

Leandro Euzébio fora do banco

- Da equipe que enfrentou o Madureira, saíram cinco ou seis jogadores, que não estavam no banco. Pessoal que jogou teve desgaste, calor muito grande. Tirei aqueles jogadores para que pudessem treinar sem se preocupar em vir para o jogo. Se trago para o jogo, não pode treinar forte. Jogadores que não estiveram hoje, inclusive o Leandro Euzébio. Conversei com ele se preferia ir para o banco ou treinar. Preferiu treinar, tem que recuperar a forma, temos que ganhar o máximo de tempo. Jogar a cada três dias no início de temporada fica difícil para todo mundo.

Bonsucesso

- Os times considerados médios fazem jogos totalmente diferentes entre eles. Não estou criticando, não. Cada um faz o que quer, é outro clima, motivação. Tudo é motivação a mais. É uma equipe compacta, bons jogadores.

Desempenho físico do Fred

- Fred é um jogador que às vezes é até teimoso. Ele é fominha. Quer treinar, jogar, isso é bom. Conversei no intervalo, pedi para avisar se estivesse cansado. Conversei durante o jogo. Ele precisa jogar, readquirir o ritmo de jogo dele, parte física ideal, parte técnica. Quanto mais ele jogar, melhor.

Manutenção da equipe

- A gente aguarda amanhã, depois de um jogo desgastante, vou falar com o departamento médico e torcer para que ninguém apareça com algum problema.

Vaias para Bruno

- Tem qualidade que poucos laterais têm. A torcida tem que agradecer por ele estar no Fluminense. É jogador de qualidade grande, está voltando de lesão. Que a torcida tenha paciência, a equipe está se formando, jogadores importantes voltaram. No momento que estiverem bem na parte física e técnica, quem vai ganhar com isso além do treinador é o jogador. Só saiu no segundo tempo porque estava cansado, procurei colocar sangue novo.

Contratações

- Tenho conversado com o doutor Celso (Barros), (Ricardo) Tenório, o Peter (Siemsen). Temos trocado ideias. O problema é que quando falam de jogadores que eles (outros clubes) querem do Fluminense, acham que é fácil. No momento que quer tirar do outro clube, acham que o Fluminense tem muito dinheiro. Jogador que ganha X, acha que tem que ganhar 4X. Não tem clube, patrocinador que suporte. Não é assim. Se tiver dentro das possibilidades do clube com o patrocinador, pode ter certeza que não estamos parados. A gente tem buscado mais reforços. Chega no lance final, os bons são os deles (outros clubes). Aí fica difícil. A gente está se movimentando.

Carlinhos

- Tenho conversado bastante com o Carlinhos, trocado ideias, colocado para cima, dar moral, passar confiança. Ontem não estava tão bem de cabeça para jogar (passa por problemas particulares), disse que ele jogaria. Até para superar problemas que vocês sabem que ele tem, algumas pessoas tem, o grupo precisa dele, eu preciso, você precisa de você. Ele voltou, voltou bem. Isso passa tranquilidade e confiança. A tendência é melhorar muito. O grupo do Fluminense é muito bom.

Fonte: Globo Esporte