Com Walter na plateia, Flu bate Nova Iguaçu e fatura a Taça GB de juniores


O Fluminense está em vantagem na disputa pelo título do Campeonato Carioca sub-20. Após a vitória no jogo de ida por 2 a 0, os juniores do Tricolor derrotaram novamente o Nova Iguaçu na tarde deste sábado, nas Laranjeiras, por 2 a 1, e conquistaram a Taça Guanabara. Kenedy e Marcelo marcaram os gols do triunfo, enquanto Marlon descontou para a equipe da Baixada Fluminense, que teve dois jogadores expulsos durante a partida. Na arquibancada, o presidente Peter Siemsen e o atacante Walter prestigiaram a final.

- Esse contato com os garotos é importante. Quando era dos juniores do Inter, o Fernandão ia sempre quando era final. Isso era muito importante para mim, gostava desse incentivo. Então estou aqui para incentivar a garotada - disse Walter.

Um dos destaques da campanha tricolor, o meia Gustavo Scarpa, de 20 anos festejou mais uma conquista na base e disse que seu próximo objetivo é subir para o elenco profissional.

- É bacana poder estar nesse título e ser um dos protagonistas. O objetivo agora é subir para o profissional, mas não tenho pressa. Estou no tempo de Deus.
O time de juniores do Flu volta a campo já nesta quarta-feira, pela estreia da Taça Rio. O adversário será o Madureira, às 15h (de Brasília), novamente nas Laranjeiras. Se faturar também o segundo turno, conquista o estadual sem a necessidade de uma decisão. O returno tem o mesmo formato da Taça GB: pontos corridos, todos contra todos, seguidos de semifinais e finais.

Gerente das categorias de base do Flu, Fernando de Simone comemorou a conquista e respondeu às críticas do trabalho de transição de Xerém para os profissionais.

- Essa equipe tem jogadores de várias gerações, isso é muito bacana. Formar jogadores é mais importante do que ganhar. (Transição) Sempre pode melhorar, mas tem 19 (formados na base) no elenco principal. Isso mostra que o trabalho está sendo bem feito. A gente não trabalha só para formar Neymar, Robinho. A gente procura esses também, mas tem que formar outros. O trabalho está sendo bacana - explicou o dirigente, que destacou o zagueiro Marlon Santos como o melhor da equipe na Taça Guanabara.

O jogo

Precisando de gols para tirar a vantagem construída pelo Fluminense no primeiro jogo, o Nova Iguaçu foi surpreendido logo no início. Em bela arrancada do meio de campo, Kenedy passa por dois marcadores e bateu cruzado para fazer 1 a 0. Os visitantes chegaram a reagir e empatar com Marlon. Mas se complicaram de vez nos minutos finais do primeiro tempo, quando perdeu Vinicius expulso pelo segundo cartão amarelo e viu Marcelo aproveitar escanteio para recolocar o Tricolor à frente do placar.

Diferente da etapa inicial, que foi aberta e com chances de gol para os dois lados, o segundo tempo foi muito truncado. O Fluminense passou a administrar a vantagem e ficou ainda mais à vontade em campo quando o Nova Iguaçu perdeu mais um jogador: Pedro foi expulso direto por reclamação. O Tricolor também teve um jogador expulso com Paulinho, que entrou no decorrer da partida no lugar de Lucas e recebeu dois amarelos. E o jogo não mudou até o encerramento.

Escalações:

Fluminense: Marcos Felipe, Breno, Marlon Santos, Marcelo e Leonardo; Marlon Freitas, Gerson e Gustavo Scarpa; Pablo (Luiz Fernando), Lucas (Paulinho) e Kenedy. Técnico: Edevaldo de Freitas.

Nova Iguaçu: Rodrigo, Yan, Daniel, Pedro e Luiz Filipe; Vinicius, Carlos Henrique, Oliveira e Wellington; Marlon e Cristian. Técnico: Armênio Moura.

Fonte: Globo Esporte
Texto: Pedro Venancio
Fotos: Bruno Haddad / Fluminense F.C