Fred à imprensa italiana: ''Vejo com bons olhos um regresso à Europa''


Fred evita especular sobre o futuro, mas se antes considerava ficar no Fluminense até o fim da carreira, já abre a possibilidade de um retorno à Europa após a Copa do Mundo. Em entrevista ao jornal italiano "Gazzetta dello Sport", o atacante tricolor, questionado sobre um interesse do Inter de Milão no ano passado, confirmou o contato e avaliou de forma positiva uma volta ao futebol europeu, onde se destacou nos seus primeiros anos no Lyon, onde jogou de 2005 a 2009.

- Não sei como será o meu futuro. Estou feliz no Fluminense, mas há alguns anos pensei que o meu futuro seria aqui no Brasil, agora vejo com bons olhos um regresso à Europa - disse o jogador, que completará 31 anos em outubro e tem contrato com o Flu até dezembro de 2015. 

Fred, como as principais estrelas do time tricolor, tem a maior parte do salário bancada pelo patrocinador, mas até o mês passado estava entre os jogadores que não recebiam direitos de imagem há mais de um ano. Recentemente, o jogador se envolveu em um embate com as torcidas organizadas do clube, depois de ser enquadrado por torcedores na saída de um treino, em razão da derrota para o Horizonte, no jogo de ida da primeira fase da Copa do Brasil. Através das redes sociais, fez duras críticas, e recebeu o contra-ataque no dia seguinte, com a visita de membros das facções às Laranjeiras. 

Na partida de volta contra os cearenses, marcou um dos gols da classificação e fez elogios aos tricolores em geral, pelo apoio nas arquibancadas. Em entrevista ao Esporte Espetacular, exibida no fim de semana, disse que já cogitou deixar o clube em razão do conflito com as organizadas.

Centroavante da seleção para a Copa do Mundo do Brasil, Fred foi bem na campanha do título da Copa das Confederações e despertou interesse dos europeus. O jogador confirmou um contato do Inter de Milão após a competição, além de outras sondagens anteriores, embora tenha negado a existência de qualquer oferta mais concreta.

- O Inter conversou com o meu irmão - que é meu empresário - depois da Copa das Confederações. No passado, Lazio, Napoli e Roma também falaram com o clube, mas nunca chegou nenhuma oferta concreta. O Internazionale é um grande clube, acompanho muito a Serie A italiana e gostaria de jogar aí. Vejo os jogos do Napoli e do Juventus, que está muito forte. No campeonato italiano há muitas oportunidades para os atacantes - analisou o atacante, que cogita jogar até os 36 anos e, depois, seguir no futebol, talvez como treinador.

Fred também falou sobre sua expectativa para a Copa do Mundo deste ano. Do desejo de ser artilheiro da competição, mas que sobretudo seus gols ajudem o Brasil a levar o título em casa. Para a decisão, sonha com duelos contra Argentina, Alemanha ou Itália, e não inventa muito no palpite sobre o craque da competição.

- Espero que seja Neymar, mas Messi é outro forte candidato.

Fonte: Globo Esporte
Foto: Reprodução Internet