''Quando a gente joga fora, escuta muita piadinha'', diz Wagner, do Flu

O Fluminense acabou o Campeonato Brasileiro de 2013 na 17ª posição e só não foi rebaixado porque a Portuguesa perdeu quatro pontos por ter escalado um jogador, o meia Héverton, que estava suspenso na última rodada do torneio. A punição, aplicada pelo STJD, causou o rebaixamento do time paulista para a Série B e elevou o Tricolor para 15ª colocação. Mas desde que a sentença proferida pelo tribunal favoreceu o Tricolor, começaram brincadeiras dos torcedores dos adversários. Mas, de acordo com o meia Wagner, o elenco tricolor está preparado para aceitar as provocações dos rivais (assista ao vídeo).

- A gente está se preparando de uma maneira muito especial porque quando a gente vai jogar fora, a gente vai escutar muita piadinha, muita provocação. Fomos jogar contra o Palmeiras e antes da partida estavam chamando a gente de time da segunda divisão, só que a gente manteve a cabeça no lugar. Estamos muito focados, muito bem preparados fisicamente e mentalmente. Eu acho que é dessa maneira que a gente tem que se manter durante todo ano para que possamos, no segundo semestre, estar brigando para ser campeão brasileiro. Vai ser muito difícil, mas temos condições de brigar para ser campeão – afirmou Wagner.
 
O time carioca é o único que venceu os dois jogos nas duas primeiras rodadas da competições, mantendo 100% de aproveitamento: derrotou o Figueirense por 3 a 0 e na última rodada ganhou do Palmeiras por 1 a 0 fora de casa.

Por isso, Wagner crê que a postura do elenco não pode ser modificada daqui até o fim do ano, até para que a experiência traumática do ano passado não seja repetida.

- A gente sabe que não pode brincar no Campeonato Brasileiro, tem que jogar da mesma maneira em casa ou fora. É um campeonato que pune, não pode deixar para a próxima partida, tem que ser o hoje. Dessa maneira que a gente está levando. O grupo pega todos os momentos que nós vivemos, é uma lição muito grande para trazer para este ano. Acho que isso é primordial para que isso não se repita no Fluminense. A maioria dos jogadores que estavam no ano passado está aqui ainda. Tanto é que no ano passado esses mesmos jogadores jogavam só que os resultados não vinham. Os erros, os acertos, tudo aquilo que aconteceu a gente está trazendo para que não se repita – finalizou.

Fonte: SporTV
Foto: Photocamera