Walter brinca, fica sério, e Bruno defende atacante: ''Estamos felizes''

Camisa 18 explica que conversa em campo com Fred e Sobis não foi sobre as declarações após partida contra o Palmeiras.

Um ato intempestivo, momentâneo apenas. Assim é tratada no Fluminense a insatisfação de Waltercom a reserva. O atacante reclamou por não ter participado da última partida, contra o Palmeiras, durante a vitória por 1 a 0, e virou o centro das atenções. No vestiário tricolor, porém, o assunto é passado. Todos parecem entender o sentimento do companheiro e ponderam sobre sua real intenção em relação ao clube.

- Todos os jogadores querem ser titulares. O Walter nunca vai estar feliz no banco, são todos excelentes atletas, e temos que estar tranquilos. Acho que não tem problema porque no vestiário todos são sinceros, olha na cara um do outro e estamos felizes - disse o lateral-direito Bruno.

Durante o treino desta quarta-feira, Walter participou normalmente da atividade tática, permaneceu no time reserva e ficou bem próximo de Rafael Sobis nos momentos de descanso para a reidratação. Brincou com Chiquinho, sorriu. Ficou mais sério apenas quando, ao lado de Sobis, viu a área destinada à imprensa. Ele não gostou do tom dado à forma como foi retratada a conversa que teve com os companheiros de ataque no treino de terça-feira. Segundo a assessoria, os atletas explicaram que o papo, naquele momento, não foi sobre as declarações pós-jogo, o que aconteceu em outra oportunidade com o restante do grupo, mas uma conversa interna.

O zagueiro Elivelton também colocou panos quentes na situação. Tratou como coisa de momento.

- O Waltinho é querido por todos, não houve nada, todos gostam dele, é um cara muito legal.

O Fluminense volta a campo no sábado, às 21h (de Brasília), contra o Vitória, no Maracanã, pela terceira rodada do Campeonato Brasileiro. O time lidera a competição com seis pontos.

Fonte: Globo Esporte
Texto: Diego Rodrigues
Foto: Fernando Cazaes/Photocamera