Atualmente estamos operando somente nas nossas redes sociais oficias

Titular na vaga de Valencia, Edson garante a vitória do Tricolor

O Fluminense estreou na Copa Sul-Americana com vitória. O triunfo, porém, não foi o desejado pela torcida. Ao receber o Goiás no Maracanã, em partida iniciada às 18h desta quinta-feira, o Tricolor triunfou por 2 a 1 e, com um gol sofrido nos acréscimos, se complicou para o jogo de volta.

Com algumas alterações em relação à equipe principal, o Fluminense entrou em campo nesta quinta-feira para encarar o Goiás. Marlojn foi titular no lugar de Henrique, Edson entrou na vaga de Valencia (entregue á preparação física) e Chiquinho seguiu na lateral esquerda no posto de Carlinhos. De resto, o time era o mesmo.

Demorou, mas o Tricolor aos poucos se acertou. Inicialmente com dificuldades para sair jogando, os comandados de Cristovão Borges só conseguiram criar a primeira oportunidade de perigo aos 20 minutos. Após boa troca de passes, a bola acabou sobrando dentro da área, próxima à marca do pênalti, para Jean. O volante mandou uma bomba que tinha endereço certo, não fosse o esforço do defensor adversário para, de carrinho, bloquear aquele que seria o primeiro gol.

Aos 27, porém, um "reserva" mostrava o que viria pela frente. Edson, no meio de campo, deu uma "caneta" em Tiago Real. Dois minutos depois, o meio-campista abriria o placar. Conca cruzou da direita e ele, com a ponta da chuteira, se antecipou à defesa: 1 a 0.

O Goiás, pouco depois, teve a chance de igualar o marcador. O "canetado" Tiago Real deu belo passe para Erick. O atacante invadiu a área tricolor e, cara a cara com Klever mas já desequilibrado, acertou uma bomba no travessão.

O Esmeraldino acabou punido pela chance desperdiçada. Um minuto após a oportunidade perdida, Rafael Sobis cobrou escanteio e Edson, novamente, foi melhor que a zaga do time goiano. Ele subiu mais do que todos e escorou, de cabeça, para dentro do gol.

Antes de o árbitro encerrar a primeira etapa do confronto, o Goiás teve duas novas chances. Uma com Murilo, em chute de fora da área. Ele acabara de entrar no lugar de Moisés e arriscou um chute de fora da área. Klever fez a defesa. Outra com Erick, mais uma vez. Nesta, um lance inacreditável. Sem goleiro, dentro da pequena área, ele conseguiu a proeza de não balançar a rede do Flu. Fez o mais difícil e acertou o travessão.

Expulsão de Klever e retranca de Cristovão

No retorno do vestiário, as coisas pareciam mornas como no começo da etapa inicial. Um lance, porém, acabou invertendo o jogo. Aos 15 minutos, Erick recebeu a bola nas costas da zaga e, ao driblar Klever, foi derrubado pelo arqueiro, que saiu atrapalhado do gol. O árbitro hesitou, mas teve que expulsar o goleiro, que fazia seu sexto jogo pela equipe tricolor - em cinco anos e meio nas Laranjeiras. Felipe Garcia entrou no lugar de Rafael Sobis para proteger a meta dos donos da casa.

Dessa forma, se era o Fluminense que comandava o confronto, o Goiás que passou a buscar mais os gols, porém sem muita criatividade. A vontade esmeraldina não era traduzida em chances claras.

Para conter o ímpeto dos visitantes, Cristovão armou uma retranca. Se havia sacado Sobis para repor a ausência de um arqueiro, o treinador voltou a sacar um atacante de campo. Fred, único homem de frente da equipe, cedeu lugar ao zagueiro Henrique. O Tricolor ficou, portante, com uma linha de cinco homens atrás: Bruno, Marlon, Henrique, Elivélton e Chiquinho. No meio de campo, Edson e Jean apertavam a marcação e ganhavam a ajuda de Conca e Wágner, que entrara no intervalo.

O Fluminense, com a formação adotada, definitivamente abdicou do ataque. No final do confronto, em cabeçada de Valmir Lucas, Felipe Garcia salvou os donos da casa com uma defesa espetacular. O goleiro, no entanto, não pode fazer nada para evitar o gol de Erick nos acréscimos. O atacante, que perdera gols feitos no primeiro tempo, balançou as redes com um carrinho.

Pouco depois, o juiz apitou para encerrar a partida. O placar justo complicou o Tricolor para o jogo de volta. Com o gol sofrido dentro de casa, a classificação à próxima fase fica em aberto.

FICHA TÉCNICA
FLUMINENSE 2 X 1 GOIÁS

Local: Maracanã, Rio de Janeiro (RJ)
Data/Hora: 28/8/2014 – 18h
Árbitro: Enrique Cáceres Villafane (PAR)
Auxiliares: Rodney Aquino (PAR) e Milciades Saldivar (PAR)

Renda/Público: R$ 112.760,00 / 6.314 pagantes
Cartões Amarelos: Marlon (FLU), Esquerdinha e Tiago Mendes (GOI)
Cartões Vermelhos: Klever (FLU)
GOLS: Edson, 29'/1ºT (1-0); Edson, 33'/1ºT (2-0); Erick, 48'/2ºT (2-1).

FLUMINENSE: Kléver; Bruno, Marlon, Elivélton e Chiquinho; Edson, Jean, Cícero (Wágner, Intervalo) e Conca; Rafael Sobis (Felipe Garcia, 15'/2ºT) e Fred (Henrique, 26'/2ºT). Técnico: Cristovão Borges.

GOIÁS: Renan; Moisés (Murilo, 36'/1ºT), Jackson, Felipe Macedo e Léo Veloso (Assuério, 19'/2ºT); Valmir Lucas, David, Thiago Mendes e Tiago Real (Lima, 30'/2ºT); Esquerdinha e Erick. Técnico: Ricardo Drubscky.

Fonte: LanceNet
Texto: LancePress
Foto: Nelson Perez/Fluminense FC

About Me

Tecnologia do Blogger.

Blog Archive

Comments

Destaques

Facebook

Destaques

Find Us On Facebook

Random Posts

Advertise

Futebol

Nosso Instagram

Social Share

Random Posts

Destaques

Sponsor

Recent comments

Destaques
Destaques

Labels

Labels

Advertise

Destaques

Recent Comments

Destaques

Popular Posts

Recent Comments

Pages

Pages

Popular Posts

Most Popular

Curta nossa Fan page

Destaques