Com cláusula de rescisão vencendo no dia 31, Fluminense crava 'fico' da Unimed

O Fluminense dá praticamente como sacramentada a continuidade da Unimed como sua patrocinadora na próxima temporada. Mesmo com o discurso público de que pretende reavaliar a parceria, a empresa deixou claro em reuni

ão na última sexta-feira que irá manter o contrato assinado até o fim de 2016, reduzindo apenas o seu gasto com contratações e se concentrando em repor eventuais perdas na virada do ano.

Os dirigentes das Laranjeiras, no entanto, asseguram que nada mudará em 2015.

Na prática, haverá somente uma diminuição nos investimentos da Unimed, que deverá seguir à risca a partir de agora o valor mínimo de R$ 20 milhões estabelecido no acordo para contratação de atletas e pagamento de direitos de imagem. O gasto acima do teto, recorrente nos últimos anos, portanto, seria abandonado.

Em seu planejamento para a temporada que vem, além de discutir a manutenção de Cristóvão Borges em seu comando, o time deverá modificar a sua postura no mercado. O volante Edson, trazido do São Bernardo, é citado como o perfil de atleta a ser buscado.

Mesmo com dificuldades financeiras, a Unimed apostou nesta temporada em nomes de peso como Walter, Conca e Cícero.

"É claro que teremos uma redução de investimento, mas isso porque ela (a Unimed) gastava acima (do total exigido em contrato). Nos últimos dois anos, já houve mudanças, mas nada que venha a prejudicar o clube, estamos trabalhando bem a base e, a exemplo do que as outras equipes vêm fazendo, vamos atrás de atletas na linha do Edson e outros", explica o presidente Peter Siemsen ao ESPN.com.br.

O mandatário tricolor nega o encontro com o representante da patrocinadora Celso Barros na última sexta-feira.

Diego Cavalieri, Valencia, Carlinhos, Gum e Diguinho estão entre os atletas ligados à Unimed com vínculo se encerrando em 31 de dezembro e ainda não têm permanência nas Laranjeiras confirmada para o ano que vem.

Fonte: ESPN

Postar um comentário

0 Comentários