Cristóvão testa Flu sem Cícero, e mantém Guilherme Mattis e Walter

Cristóvão Borges deu continuidade às mudanças no time do Fluminense. Na tarde desta quinta-feira, um dia após testar Guilherme Mattis na defesa e Walter no ataque, o treinador barrou Cícero - o meia voltou a treinar após dois dias de molho, resultado de dores na coxa direita. Com Chiquinho como lateral e Edson, volante, o novo Tricolor, anunciado pelo comandante após a derrota para o Inter, domingo, começou a tomar forma para enfrentar o Criciúma, sábado, no Maracanã.


O 2 a 1 em Porto Alegre, resultado que fez o Flu permanecer em oitavo, porém, cinco pontos distante da zona da Libertadores, determinou as alterações. Na atividade de quarta, Cristóvão havia treinado com Chiquinho e Edson pois Carlinhos e Cícero, os titulares, ainda se recuperavam de problemas físicos. Porém, nesta tarde, a dupla atuou no time reserva. 

A escalação trabalhada no coletivo, então, foi a seguinte: Diego Cavalieri; Bruno, Marlon, Guilherme Mattis e Chiquinho; Edson, Jean, Wagner e Conca; Walter e Fred. Nomes como Elivelton, Valencia e Rafael Sobis, outrora titulares, atuaram na equipe suplente. Em um segundo momento da atividade, porém, Cristóvão testou Cícero entre os titulares no lugar de Edson. Imagens da atividade pela imprensa não foram permitidas. 
Diguinho, que voltou a sentir dores na coxa esquerda, foi vetado da atividade e não treinou no gramado com os companheiros. Realiza tratamento e tenta ficar à disposição de Cristóvão para a partida do final de semana. 
Mesmo com as trocas, o time manteve a lentidão na transição de bola das últimas atuações. Fred, porém, não ficou tão isolado. Walter foi um parceiro de ataque atuante, tanto que marcou um gol. Jean fez outro. 
Em oitavo lugar no Brasileiro, com 42 pontos, o Flu tem cinco pontos a menos do que o Atlético-MG, o último integrante do G-4.

Fonte: GE

Postar um comentário

0 Comentários