Atualmente estamos operando somente nas nossas redes sociais oficias

De forma invicta, molecada do Sub-20 conquista o Campeonato Brasileiro


Foram 12 jogos, dez vitórias, dois empates e nenhuma derrota. Melhor ataque com 24 gols marcados e defesa menos vazada com apenas oito sofridos. Se tem uma palavra para definir a campanha do Fluminense no Campeonato Brasileiro Sub-20 é irretocável. E para levar a taça da competição pela primeira vez para Xerém, uma vitória maiúscula sobre o Vitória por 3 a 0, no segundo jogo da final, disputado na tarde desta quarta-feira, 2, no Barradão. Os gols de Daniel, Pedro e Patrick fizeram justiça e deram o título para a equipe que é referência quando o assunto é categorias de base.

Desde o início do jogo o Fluminense mostrava que era melhor. Com mais qualidade técnica, o Tricolor precisava apenas transformar a superioridade em gols para poder comemorar o título inédito. Porém, o adversário, empurrado por sua torcida, era perigoso, mas nada que o bom sistema defensivo não pudesse resolver. O goleiro Matheus, melhor em sua posição na competição, passava segurança e conseguia conter o ataque do Vitória. O tricolor queria o gol, mas as boas jogadas do ataque esbarrava no arqueiro Ronaldo.

- Fomos para o intervalo com o jogo empatado, mas não estávamos desanimados. A gente sabia que os gols iriam sair. Nosso time tem muita qualidade – contou o meia Daniel.

Quando o segundo tempo começou, o toque de bola envolvente, os dribles, os passes, marcas da filosofia de jogo única de Xerém, voltaram a acontecer. Com o jogo controlado não demorou muito para Daniel abrir o placar com um belo gol. Quando o Vitória tentou reagir na partida, Pedro recebeu a bola na área, driblou o zagueiro com a direita e com a esquerda fuzilou o gol adversário, deixando o placar em 2 a 0 e fazendo uma parte da torcida baiana deixar o Barradão.

- Quando recebi a bola, vi o zagueiro na minha frente. Cortei e consegui fazer o gol. Foi um momento incrível, estamos todos felizes com este título – lembrou o atacante Pedro.

Atrás no placar, o Vitória se desesperou e foi para o ataque. O Fluminense começou a tocar a bola, fazer o tempo passar e envolver o adversário. Os tricolores presentes ao estádio começaram a gritar olé e isso empolgou o atacante Marquinhos. O jogador arrancou pela direita driblou três zagueiros e cruzou para Patrick dar números finais ao jogo. Se ainda tivesse entre nós, Nelson Rodrigues diria que Marquinhos, assim como Garrincha em 1962, deu uns dez salames dionisíacos. Driblou com aquele apetite imortal toda a defesa inimiga. E driblou o juiz e driblou o bandeirinha. No fim, não havia mais ninguém para driblar, e por isso tocou para Patrick fechar o placar e dar o título para a brilhante geração da Fábrica de Talentos de Xerém.

- É um título que vem coroar todo um trabalho maravilhoso que está sendo realizado em Xerém. Estou muito feliz de fazer parte do primeiro time campeão brasileiro Sub-20. Estão todos de parabéns. É um grande orgulho ser o treinador destes meninos – encerrou o técnico Luiz Felipe Santos, eleito o melhor técnico da competição.

O Fluminense jogou nesta quarta-feira com Matheus, Breno, Nogueira, Derlan e Leonardo; Luiz Fernando, Douglas e Daniel (Bonilha); Matheus Pato (Patrick), Pedro(Matheus Alessandro) e Marquinhos.

Comunicação Institucional FFC
Fotos: Bruno Haddad – Divulgação FFC
Fonte: Site Oficial do Fluminense FC

About Me

Tecnologia do Blogger.

Blog Archive

Comments

Destaques

Facebook

Destaques

Find Us On Facebook

Random Posts

Advertise

Futebol

Nosso Instagram

Social Share

Random Posts

Destaques

Sponsor

Recent comments

Destaques
Destaques

Labels

Labels

Advertise

Destaques

Recent Comments

Destaques

Popular Posts

Recent Comments

Pages

Pages

Popular Posts

Most Popular

Curta nossa Fan page

Destaques