Atualmente estamos operando somente nas nossas redes sociais oficias

Luisa Kirchmayer se prepara para defender o Brasil na ginástica artística


Aos cinco anos de idade, quando começou a praticar ginástica artística, Luisa Kirchmayer não imaginava chegar tão longe. Hoje, aos 14, se prepara para defender o Brasil no Campeonato Sul-Americano, que acontece entre os dias 28 de setembro e 4 de outubro, na cidade de Rosário, Argentina.

Prata da casa, Luisa já garantiu importantes vitórias. A última delas em agosto, disputando o brasileiro juvenil, quando conquistou o vice-campeonato individual geral e nas paralelas assimétricas, mostrando que está preparada para encarar mais um desafio:

- Estar na seleção era um sonho e lutei muito pra isso acontecer. Foi tudo muito rápido, ainda estou me adaptando à nova realidade, mas muito feliz com as minhas conquistas. Sou a única atleta da família e recebo todo apoio deles e dos meus treinadores no Fluminense, Ângelo Sabino e Renata Valente, além do Ricardo Batista, nosso coordenador – contou a ginasta.


Acostumada a uma rotina intensa de treinos, dedica sete horas diárias ao esporte, seis dias por semana, junto com a base da seleção olímpica para os jogos de 2016, e sem abandonar os estudos. Além disso, precisa arrumar tempo para conversar com os pais, que hoje moram em outro estado:

- Sinto muita saudade, mas sei que é importante ficar aqui. Passo muito tempo no CT do Time Brasil e preciso ter disciplina. Fico com a 
equipe adulta de ginástica aprendendo muito. Conviver com atletas mais experientes é ótimo. A estrutura já é para os Jogos Rio 2016 e posso me inspirar e buscar melhorar – disse.

As medalhas são motivo de orgulho e incentivo. Em 2014, estreando na categoria juvenil, veio o bronze nas barras paralelas assimétricas e a 3ª colocação individual geral por aparelhos, no Campeonato Brasileiro que contou com a participação dos principais nomes da modalidade no país. Na ocasião, a atleta falou sobre seu desempenho:

- Fiquei surpresa e extremamente feliz com os resultados. Me sinto recompensada por todo esforço e dedicação. Estar entre as melhores é uma honra – contou Luisa, que quer mostrar ainda mais:

- Lutei dois anos para entrar na seleção. Pra quem começou dando cambalhotas em casa, incentivada pelo meu pai, que me levou para treinar no Fluminense, é um sonho – finalizou.


Julia Rodrigues – Comunicação Institucional FFC
Fonte: Site Oficial do Fluminense FC

About Me

Tecnologia do Blogger.

Blog Archive

Comments

Destaques

Facebook

Destaques

Find Us On Facebook

Random Posts

Advertise

Futebol

Nosso Instagram

Social Share

Random Posts

Destaques

Sponsor

Recent comments

Destaques
Destaques

Labels

Labels

Advertise

Destaques

Recent Comments

Destaques

Popular Posts

Recent Comments

Pages

Pages

Popular Posts

Most Popular

Curta nossa Fan page

Destaques