Flu vence Botafogo em Laranjeiras e está na grande final da Taça Rio Sub-15


A molecada do Sub-15 do Fluminense está na final da Taça Rio da categoria. Em um jogo eletrizante, o Tricolor mostrou técnica, raça, determinação e muita aplicação tática. A equipe do técnico Gustavo Leal empatou em 3 a 3 no tempo normal com o Botafogo neste domingo, em Laranjeiras, venceu nos pênaltis e garantiu um lugar na decisão contra o Nova Iguaçu. Os gols do Flu foram marcados por Leandro (2) e Henrique.

Os torcedores que acompanharam de perto o duelo deste domingo nas Laranjeiras irão lembrar deste jogaço para sempre. Uma partida que teve jogadas bonitas, golaço, dribles, viradas, expulsão duvidosa e muita emoção. Desde o início o Tricolor mostrou ser uma equipe melhor, mas somente isso não foi suficiente para garantir a vaga na final. A molecada de Xerém teve que mostrar raça para aumentar a série de invencibilidade da equipe para 17 jogos.

O jogo começou com o Fluminense pressionando. A forma ofensiva de atuar da equipe se impôs ao contra-ataque do Botafogo. A molecada trocava passes e dominavam o meio de campo. Não demorou muito e aos 17 minutos, Leandro recebeu a bola na entrada da área e com um toque de categoria tirou do goleiro fazendo o primeiro gol do jogo. Mesmo na frente, a equipe do técnico Gustavo Leal queria mais. Com um futebol envolvente e empurrado pela torcida, o time foi para o ataque e só sossegou quando chegou ao segundo em uma pintura do atacante Leandro. O jogador cobrou escanteio direto e marcou um gol olímpico.


Antes de ir para o intervalo, o Fluminense ainda teve muitas oportunidades para matar o jogo, mas o primeiro tempo terminou 2 a 0 para o Tricolor. Na segunda etapa, o jogo parecia que teria o mesmo destino do primeiro tempo, mas muita emoção ainda estava por acontecer. Aos 10 minutos, o Botafogo diminuiu, mesmo com o Flu estando melhor no jogo. A molecada de Xerém tomava conta das ações até que uma falta duvidosa marcada pelo árbitro mudou tudo. Na jogada, o zagueiro Lucas Sales foi expulso e o Botafogo se animou.

Um minuto após a expulsão, o adversário empatou em outro lance polêmico. A bandeirinha ignorou o pedido de impedimento do Fluminense e validou o segundo gol do Botafogo. Para piorar, o time alvinegro chegou a virar a partida e comemorar muito, como se a classificação tivesse sido garantida. O que eles esqueceram é que do outro lado estavam os moleques de xerém, a melhor base do Rio e referencia nacional. Quando o árbitro já pensava em terminar o jogo, Renner arrancou pela esquerda e cruzou com maestria para Henrique deixar tudo igual e levar a partida para os pênaltis.


Nas penalidades, o Flu começou perdendo, mas Iago se agigantou e conseguiu fazer uma bela defesa na terceira cobrança do Botafogo. Nas alternadas, os dois times cobravam e faziam, a tensão aumentava nas arquibancadas até que Iago viu a bola do adversário explodir em seu travessão. A classificação estava garantida e a torcida pôde comemorar o 17º jogo de invencibilidade do time que já está sendo chamado de a Máquina Sub-15.

Comunicação Institucional FFC
Fotos: Bruno Haddad/Divulgação FFC 
Fonte: Site Oficial do Fluminense FC