Molecada enfrenta o Nova Iguaçu neste sábado pela final da Taça Rio Sub-15


Chegou a hora da final e a molecada do Sub-15 do Fluminense está pronta para entrar em campo neste sábado, às 15h30, contra o Nova Iguaçu e ir em busca do título da Taça Rio da Categoria. O duelo será nas Laranjeiras e o torcedor tricolor poderá acompanhar de perto esta equipe que não sabe o que é perder há 17 jogos. A entrada para a difícil e importante decisão é gratuita e por causa de obras, apenas as arquibancadas sociais poderão receber a torcida mais bonita do Brasil.

Com um futebol ofensivo e envolvente, os Moleques de Xerém, comandados pelo técnico Gustavo Leal, estão sendo chamados de Máquina Sub-15 por conta da invencibilidade e da forma como atuam. Cada peça do time desenvolve o papel exato para que toda a engrenagem funcione da melhor forma possível. Por trás deste grande grupo de jogadores, existe um trabalho integrado que faz com que a Máquina consiga entrar em campo a todo vapor e passar por cima dos seus adversários sempre com lealdade e fairplay.


- Para uma máquina funcionar e preciso que todas as engrenagens funcionem muito bem. Na nossa equipe Sub-15 temos este funcionamento perfeito não só dentro de campo como também fora dele. Temos a melhor defesa e o melhor ataque da competição, mas para conseguirmos impedir os gols adversários, os jogadores de frente precisam ajudar na marcação. Começamos a fazer pressão lá na frente com o nosso atacante. O mesmo acontece na hora de buscar o gol. As jogadas precisam sair com qualidade da nossa defesa. Nosso goleiro Iago, por exemplo, tem duas assistências na competição. Somos um conjunto só, uma mesma máquina trabalhando para o melhor do Fluminense – disse o técnico Gustavo Leal.


A marcação por pressão, a busca pelo controle do jogo e o gol durante toda a partida só é possível graças ao trabalho integrado entre o técnico, o preparador físico Raul Santana e o treinador de goleiros Josmiro de Goes, que, juntos, são responsáveis por organizar as peças para que a Máquina siga funcionando e encantando os torcedores. Na partida deste sábado, o Tricolor não poderá contar com o zagueiro Sales, expulso injustamente na semifinal, e o meia Denílson que estará servindo a Seleção Brasileira, que se prepara para o Sul-americano da categoria.

Confira os 17 jogos de invencibilidade da equipe Sub-15

08/11 – Fluminense 3 x 3 Botafogo – Laranjeiras
31/10 – Fluminense 1 x 0 Vola Redonda – CT Volta Redonda
17/10 – Fluminense 2 x 0 Artsul – CT Vale Laranjeiras
10/10 – Fluminense 3 x 0 Portuguesa – Luso Brasileiro
03/10 – Fluminense 3 x 2 Flamengo – Gávea
26/09 – Fluminense 2 x 0 Botafogo – CT Vale Laranjeiras
19/09 – Fluminense 10 x 0 Friburguense – Eduardo Guinle
12/09 – Fluminense 4 x 0 Boavista – CT Vale Laranjeiras
05/09 – Fluminense 9 x 0 Bangu – Piranema
29/08 – Fluminense 1 x 0 Vasco da Gama – CT Vale Laranjeiras
25/08 – Fluminense 0 x 0 Botafogo – CFZ
24/08 – Fluminense 2 x 0 Flamengo – CFZ
23/08 – Fluminense 1 x 0 Grêmio Osasco – CFZ
22/08 – Fluminense 2 x 0 CFZ – CFZ
21/08 – Fuminense 2 x 0 Cruzeiro – CFZ
20/08 – Fluminense 4 x 1 Tsukuba-JAP – CFZ
15/08 – Fluminense 1 x 1 Bonsucesso – CT Vale Laranjeiras

No dia 22 de agosto, mesmo dia do duelo contra o CFZ, o time reserva do Sub-15 do Fluminense, formado por jogadores de 14 anos, enfrentou o Nova Iguaçu pela Taça Rio e acabou perdendo por 2 a 1. Por não ter atuado com a equipe principal, o duelo não foi considerado nas contas. Se o jogo fosse considerado a invencibilidade da equipe tricolor seria de 14 jogos.

Comunicação Institucional FFC
Fotos: Bruno Haddad/Divulgação FFC
Fonte: Site Oficial do Fluminense FC