Atualmente estamos operando somente nas nossas redes sociais oficias

Júlio César acredita que Flu irá colher bons frutos de preparação nos EUA


Foram 17 dias longe de casa, três cidades diferentes visitadas – Bradenton, Orlando e Fort Lauderdale -, duas partidas pela Florida Cup (Shakhtar Donetsk-UCR e Internacional), dois jogos-treinos com a seleção sub-17 dos Estados Unidos e mais de 20 sessões de treinamentos. O Fluminense encerrou a passagem pelos Estados Unidos na última quinta-feira com a sensação de que conseguiu deixar uma base sólida para a sequência do ano.

Para o goleiro Júlio César, que atuou 30 minutos contra o Shakhtar Donetsk, da Ucrânia, e um tempo inteiro diante do Internacional – ambos os jogos pela Florida Cup – a preparação nos Estados Unidos foi bem produtiva, por mais que a vitória não tenha vindo nestas duas partidas.

- A pré-temporada foi muito boa, tivemos 16 dias de trabalho, deu para nos prepararmos bem, num ambiente diferente. Até em nível cultural foi interessante, a equipe sai daqui bem preparada para encarar uma temporada que vai ser desgastante, de muitas competições. Pude participar dos dois jogos que fizemos aqui, o foi muito interessante. É claro que o resultado é importante e não conseguimos vencer, mas acho que o treinador teve boas indicações e vejo o grupo crescendo muito. Acho que vai ser um ano bom para nós – afirmou o goleiro.

Os sacrifícios da função são muitos e nem sempre o resultado vem a curto prazo. Para ser goleiro precisa gostar, primeiramente, de treinar muito. E como não costuma haver revezamento na posição, a competição interna tende a ser a mais forte de todas. Mas no Fluminense, o clima é leve. E o “culpado” por isso é o preparador de goleiros André Carvalho, que, com o seu jeito extrovertido, conseguiu unir ainda mais os quatro atletas. Além de Júlio César e Diego Cavalieri, o Flu conta com Marcos Felipe e Matheus, ambos crias da Fábrica de Talentos de Xerém.

- O André é uma figura mesmo. É um brincalhão, que deixa o dia a dia mais leve pela forma como ele trabalha. É um cara engraçado, mas que na hora de trabalhar é muito sério. Isso ajuda e tem de ser valorizado, pois é prata da casa, veio de Xerém. Ele gosta de pegar no pé dos mais novos nas brincadeiras, principalmente do Matheus, por essa “latinha” cansada que ele tem – brincou Júlio César apontando para o goleiro mais novo do elenco, que acompanhava a entrevista, e costuma ser alvo das brincadeiras entre eles.


- Nossa posição só pode atuar um. O que existe entre nós quatro, principalmente, é o respeito. Cada um está buscando o seu espaço, isso é óbvio, mas no momento o Diego está jogando e nós temos que respeitá-lo e trabalhar forte para tentar atuar também. Os meninos estão vindo muito bem, já mostraram que são bons profissionais e creio que terão um futuro brilhante pela frente.

Comunicação Institucional FFC
Fotos: Nelson Perez – Divulgação FFC
Fonte: Site Oficial do Fluminense FC

About Me

Tecnologia do Blogger.

Blog Archive

Comments

Destaques

Facebook

Destaques

Find Us On Facebook

Random Posts

Advertise

Futebol

Nosso Instagram

Social Share

Random Posts

Destaques

Sponsor

Recent comments

Destaques
Destaques

Labels

Labels

Advertise

Destaques

Recent Comments

Destaques

Popular Posts

Recent Comments

Pages

Pages

Popular Posts

Most Popular

Curta nossa Fan page

Destaques