Atualmente estamos operando somente nas nossas redes sociais oficias

Flu encara maratona e vai percorrer quase 4 mil quilômetros em 18 dias

Seis jogos e quase quatro mil quilômetros em apenas 18 dias. A maratona já começou e promete desgastar ainda mais o elenco do Fluminense. Depois de passar por Macaé e Volta Redonda, os próximos destinos incluem Belo Horizonte, Brasília, Vitória e Friburgo (confira os detalhes abaixo). Uma média de pouco mais de 215 quilômetros por dia. É como se a delegação encarasse uma viagem até Macaé a cada 24 horas, o que já leva a diretoria tricolor a buscar alternativas de olho no Campeonato Brasileiro. Edson Passos é a principal opção.

A maratona começou no último dia 11. Antes, o Fluminense teve oito dias para se preparar de olho no Madureira. Após a partida contra o Friburguense, no próximo dia 28, terá uma nova semana livre para treinos. Entre as duas datas, porém, muitas viagens e partidas em sequência. 
Sem poder utilizar o Macaranã, o Tricolor tem mandado seus jogos em Volta Redonda. Pelo mesmo motivo, os clássicos contra Flamengo e Botafogo serão disputados longe do Rio. Ou seja: há sempre um deslocamento mínimo de 260 km - contando ida e volta - para jogar. Internamente, já se chegou à conclusão de que não será possível continuar nessa batida por muito tempo.

Maratona do Fluminense começou no dia 11, em Macaé, e vai até o dia 28 de fevereiro, em Friburgo (Foto: Info Esporte)
- Na pré-temporada, conversamos sobre isso. Não temos uma casa. É difícil pelos campos. Joga em Volta Redonda, depois Macaé e ainda tem de sair (do Rio). É ruim para o jogador, que gosta da sua casa, da sua torcida. Tem de passar por cima disso. Esquecer essa dificuldade - disse o lateral-direito Wellington Silva.

No campeonato nacional, quando os jogos fora de casa implicam em viagens quase sempre longas, o ideal será diminuir o tempo mínimo de deslocamento. Com a sequência de jogos quarta e domingo, chega um momento em que o cansaço atrapalha o rendimento do elenco. E os treinos perdem espaço para a recuperação física dos atletas. Por isso, a ideia da diretoria é fazer uma visita a Edson Passos para avaliar o estádio do América-RJ e observar o que precisará ser reformado para que o local receba alguns jogos do clube. 

Em 2015, Diego Souza sofreu com as viagens defendendo o Sport. Por ser o único clube do Nordeste na Série A no Brasileirão, qualquer jogo fora de casa implicava em um grande deslocamento para o Leão.

- Posso falar bem disso. O Sport poderia ter chegado mais longe do que chegamos. Chega um momento do campeonato no qual se joga quarta e domingo. E, com muita viagem, você acaba perdendo um pouco do treinamento e do descanso. Faz recuperação e joga, apenas. Isso prejudica demais. Sabemos que será difícil. Estar viajando sempre obriga a abdicar de alguns treinamentos. É muito cansativo. Tem de superar - frisou o camisa 10.

Fonte: Ge
Texto: Edgard Maciel de Sá e Hector Werlang

About Me

Tecnologia do Blogger.

Blog Archive

Comments

Destaques

Facebook

Destaques

Find Us On Facebook

Random Posts

Advertise

Futebol

Nosso Instagram

Social Share

Random Posts

Destaques

Sponsor

Recent comments

Destaques
Destaques

Labels

Labels

Advertise

Destaques

Recent Comments

Destaques

Popular Posts

Recent Comments

Pages

Pages

Popular Posts

Most Popular

Curta nossa Fan page

Destaques