Atualmente estamos operando somente nas nossas redes sociais oficias

Fluminense conquista Carioca com vitória espetacular sobre Rexona

Foi uma vitória com o peso da camisa. Uma instituição centenária que não aceita a condição de azarão. Uma virada espetacular. O Fluminense venceu o Rexona por 3 sets a 2, com parciais de 25x23, 13x25, 21x25, 25x20 e 16x14, na noite desta quinta-feira, 29, no Tijuca Tênis Clube e se sagrou Campeão Carioca contra todos os prognósticos. É a predestinação para a glória comprovada. Um time que tem pouco tempo de criação venceu um dos melhores times da modalidade do mundo. Não por acaso a torcida foi à loucura e gritou que se trata de um verdadeiro Time de Guerreiras.

Em quadra com Ju Costa e Sassá (ponteiras), Pri Heldes (levantadora), Letícia Hage e Lara Nobre (centrais), Juju Perdigão (líbero) e Renata Colombo (oposta), que abriu para o Fluminense. Em seguida, foi a vez de Ju Costa, ampliar a vantagem para o Tricolor e fazer 3 a 1. Não demorou muito e o placar mostrava 9 a 5, com o brilhantismo da capitã Sassá, recuperada da lesão no joelho que a deixou de fora do primeiro jogo. O Rexona buscou o empate, fez 13 a 13 e o técnico Hylmer Dias pediu tempo para organizar novamente o Time de Guerreiras. Ponto a ponto, o Flu manteve a liderança e com Sassá bloqueando forte foi a vez do Rexona pedir tempo. O técnico Bernardinho até tentou esfriar o jogo, mas não teve jeito e as tricolores fecharam o primeiro set com vitória por 25 a 23.


Segundo set e quem entrou melhor em quadra foi o Rexona. Abrindo 5 pontos de vantagem, a equipe atacou mais e aproveitou os erros do Fluminense. Mesmo forte no bloqueio, o Tricolor deixou as rivais se distanciarem no placar. Hylmer tentou acertar o passe, pediu tempo e fez substituições: saíram Letícia Hage e Pri Heldes para a entrada de Jordane e Arianne Tolentino, mas não foi o suficiente e o time cedeu a vitória para por 25 a 13.

Ju Costa abriu para o Flu no terceiro set e seguiu deixando o time na frente: 3 a 0. O Rexona conseguiu empatar em 4 a 4, mas foi com um toque sutil na bola que Pri Heldes, de volta à equipe, marcou mais um comandou a reação Tricolor. Com o jogo mais tenso, as equipes se estranharam em quadra quando Sassá pediu invasão de Drussyla. A experiência de Renata Colombo e Ju Costa ajudou o Flu a se recuperar, mas não foi o suficiente para superar as rivais, que garantiram mais um set, fechando por 25 a 21.

Marcando 4 pontos seguidos, o Fluminense obrigou o técnico Bernardinho, visivelmente irritado, a pedir tempo logo no início do quarto tempo de jogo. O brilho de Ju Costa e Lara Nobre falou mais alto. O time avançou, abriu 7 pontos de vantagem e marcou 10 a 3. Administrando melhor a partida, o Fluminense conseguiu segurar a vantagem e não deu chance para o Rexona. Renata Colombo foi implacável e fez 3 pontos seguidos. Sassá e Ju Costa comandaram a vitória, que chegou com um bloqueio de Lara: vitória do Tricolor por 25 a 20.

Era tudo ou nada. Início de tie-break tenso, mas Ju Costa marcou o primeiro ponto para o Flu. O Rexona conseguiu se distanciar no placar e logo foi alcançado pelas tricolores, que deixaram tudo igual: 4 a 4. Empurradas pela torcida que não parava de gritar e cantar, o Time de Guerreiras se recuperou e apostou no bloqueio forte. Funcionou. Aproveitando o erro de saque das rivais o Flu viu a chance de trazer o título para casa. Lara Nobre, desta vez no saque, deu o título de campeão estadual para o Fluminense: 16 a 14. 

Visivelmente emocionada, a capitã Sassá falou sobre a conquista:

- Nós acreditamos sempre. Eu me lesionei, mas não desisti. Quis entrar. Sabia que dentro de quadra o espírito de equipe falaria mais alto. Nós treinamos muito, buscamos o que parecia impossível. Chegamos até a final sabendo do favoritismo do time de Bernardinho e vencemos. É uma emoção imensa.

Ju Costa, um dos grandes nomes do campeonato, deu mais detalhes sobre a campanha do Flu:

- Começamos a ganhar ritmo e confiança. Entramos dispostas, batalhamos. Somos realmente o Time de Guerreiras. O início foi mais difícil, acho que amadurecemos ao longo do campeonato e ganhamos o carinho da torcida que hoje esteve aqui e fez tudo ficar ainda mais especial. 

A equipe se prepara para a estreia na Superliga, no dia 31 de outubro, quando enfrenta novamente o Rexona SESC.

Hylmer Dias comandou o elenco formado por: Ju Costa, Julia Moura, Juliana Odilon, Natasha Valente, Sassá, Bia Rezende, Edna Bugmann, Lara Nobre, Letícia Hage, Jordane Tolentino, Nathália Daneliczin, Priscila Heldes, Arianne Tolentino, Renata Colombo, Ju Perdigão e Kika Motta.

Comunicação Institucional FFC
Fotos: Mailson Santana/ Fluminense FC
Fonte: Site Oficial do Fluminense FC

About Me

Tecnologia do Blogger.

Blog Archive

Comments

Destaques

Facebook

Destaques

Find Us On Facebook

Random Posts

Advertise

Futebol

Nosso Instagram

Social Share

Random Posts

Destaques

Sponsor

Recent comments

Destaques
Destaques

Labels

Labels

Advertise

Destaques

Recent Comments

Destaques

Popular Posts

Recent Comments

Pages

Pages

Popular Posts

Most Popular

Curta nossa Fan page

Destaques